Equipamentos Avançados em Holter e MAPA

4º Prêmio


 

 


 

4º Prêmio Cardios em

Eletrocardiologia não-Invasiva
 
21º Congresso Brasileiro de Arritmias Cardíacas - 2004 
 
Extrassístoles atriais bloqueadas como mecanismo de pausas em análise de 26.600 exames de Holter de 24 horas
 
 
Eduardo Rodrigues Bento Costa, Érika Olivier Vilela Bragança, Andreza Chaguri
 
 
Introdução:  
Procurar identificar características que pudessem sugerir a presença de Extrassístoles Atriais Bloqueadas como mecanismos de pausas ao Holter de 24 Horas.
 
  
Materiais e métodos: 
Através de levantamento retrospectivo de 26.600 gravações de Holter de 24 Horas, foram identificados 1.429 exames com pausas patológicas (5,4%), das quais 1.263 tiveram seu mecanismo esclarecido.

As pausas foram definidas como:
1. BAV: pausas causadas por bloqueio AV do 2º ou 3º grau;

 

 

2. FA: pausas causadas por distúrbio da condução AV frente à fibrilação/flutter atrial;

 

 

 

Procurou-se identificar dentre as variáveis sexo, idade, número de extrassístoles supraventriculares (ESVs), número de taquicardias supraventriculares (TPSVs), duração da pausa máxima (PMáx) e presença de pausa acima de 2,0 segundos (PMaior2), aquelas características que pudessem indicar a presença de ESABloq como a causa das pausas.
 
 
Resultados: 


 

1.  Idade mais avançada em relação ao grupos BAV e Sinusal (61,64 ± 18,9 vs 50,31 ± 21,78 e 52,17± 18,24 anos, respectivamente, p<0,05), não havendo diferença em relação aos demais grupo (p=NS);

2. Número significativamente maior de ESVs em relação aos demais (p<0,05) e equivalente em relação ao grupo PósExt;

6. Não houve diferença entre os grupos em relação ao sexo.

 
 
 
Conclusão: 
As ESABloq apresentaram PMáx com menor duração, menor incidência de Pmaior2, maior número que ESVs e de TPSVs em relação ao demais grupos.
 


Av. Paulista, 509 - 1º andar - CEP 01311-910 - Paraiso - São Paulo / SP - Tel: 3883-3030

Web |